ASSISTÊNCIA TÉCNICA É O TEMA CENTRAL DO PECNORDESTE 2020

A Comissão Técnico Científica do Seminário Nordestino de Pecuária – PECNORDESTE escolheu como  tema  central do evento  deste ano, que é:  Assistência Técnica: ferramenta fundamental para o aumento da produção, produtividade e rentabilidade. O Seminário é um importante evento do agronegócio  nordestino, e, em 2020, chega a sua 24ª edição, sendo uma realização da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará – FAEC, Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil – CNA, pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Ceará, Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Ceará – SEBRAE e pelos Sindicatos Rurais, que busca a capacitação de produtores rurais, estudantes e micro e pequenos empresários do setor, sempre abordando temáticas relevantes para o agronegócio nordestino e trazendo o debate de temas que impactam no dia a dia do produtor e na sua atividade.

O evento ocorrerá de 04 a 06 de junho, no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza, com uma ampla programação técnico-científica de capacitação, envolvendo 08 segmentos da cadeia produtiva do agronegócio, através da realização de palestras, oficinas, seminários, mesas redondas e painéis, com a participação dos segmentos da Apicultura, da Aquicultura e Pesca, da Avicultura, da Bovinocultura de Leite, da Caprinovinocultura, da Equinocultura, da Suinocultura, do Artesanato e, também, a Apresentação de Trabalhos Científicos. Além da programação técnica, o evento conta com uma área de 4.500 m² para exposição, onde serão realizados a XXIV Feira de Produtos e de Serviços Agropecuários, estimulando a geração de negócios nas áreas de máquinas e equipamentos, animais, insumos, produtos agropecuários, agroindustriais, mercado pet e artesanato, apoiando o setor produtivo na realização de investimentos, na comercialização de produtos, na apresentação de serviços e incentivando às atividades não agrícolas no meio rural.

Assistência Técnica e Gerencial – ATeG

A escolha do tema central do PECNORDESTE se deu em função  da importância do Programa de Assistência Técnica e Gerencial – ATeG,  que  está sendo trabalhado pelo SENAR Nacional e Regionais, visando  o incremento da produção, da produtividade e da rentabilidade, disse o Coordenador Geral do PECNORDESTE,  Rodrigo Diógenes.  Já o  Superintendente o SENAR-AR/CE, Sérgio Oliveira da Silva,  informou que  o programa vem se desenvolvendo desde 2015 no estado do Ceará e que, neste ano, deverá contemplar cerca de 4.320 produtores em diversas cadeias produtivas, através do Programa Agronordeste. Durante dois anos, cada produtor receberá assistência técnica direta em sua propriedade, uma vez por mês, além de oficinas e cursos de campo. No momento, estamos mobilizando os produtores por meio dos Sindicatos Rurais filiados à FAEC e treinando os técnicos de campo, para início imediato dos trabalhos, disse, ainda, o Superintendente o SENAR.

Simpósio Internacional do Caju

A grande novidade deste ano no PECNORDESTE será a realização do Simpósio Internacional do Caju, promovido pelo instituto Caju Brasil, que tem como Presidente o engenheiro agrônomo Victor Hugo, egresso da Embrapa, onde  foi técnico por muitos anos e Chefe da Embrapa Agroindústria Tropical. Segundo ele, o evento tem como objetivo maior reunir os principais atores do caju no âmbito nacional e internacional e discutir os novos avanços tecnológicos. Victor Hugo observa, ainda, que o último evento internacional sobre o caju realizado no Ceará ocorreu na década de 90. Durante o PECNORDESTE, ocorrerão ainda mais quatro eventos paralelos: III Seminário de Contabilidade Rural, II Seminário de Cooperativismo, II Seminário Agronegócio x Justiça e Encontro dos Produtores de banana.